terça-feira, 5 de março de 2013

Pesquisadores brasileiros desenvolvem tratamento pioneiro com células-tronco para artrose no joelho


A técnica ainda está em fase de testes, mas os primeiros pacientes relatam uma redução significativa da dor seis meses após o procedimento

Células-tronco
Paulo Brofman, cardiologista da PUC do Paraná, observa as células-tronco que serão utilizadas para o tratamento (João Borges )
Pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) estão desenvolvendo uma técnica pioneira no Brasil para o tratamento da artrose no joelho: injeções de células-tronco retiradas do próprio paciente e cultivadas em laboratório. O procedimento, que está passando pelo primeiro teste clínico, já foi realizado em seis pacientes, de um total de dez autorizados a participar do teste. Para os pesquisadores, o uso dessa nova técnica pode postergar ou até evitar o uso de próteses no joelho, tratamento mais comum para a doença.
A artrose é uma doença degenerativa que atinge as articulações, provocando lesão ou desgaste da cartilagem. Ela pode ocorrer em decorrência de trauma ou pelo envelhecimento, geralmente a principal causa: estima-se que a doença afete 70% da população com mais de 60 anos. "Atualmente a medicina consegue fazer com que as pessoas tenham uma longevidade maior, então a incidência dessas doenças tende a aumentar", afirma Alcy Vilas Boas, ortopedista do Hospital Marcelino Champagnat e integrante do grupo de pesquisadores.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Vacina da gripe pode reduzir risco de ataque cardíaco e AVC


Pacientes que receberam a vacina apresentaram 40% menos risco de morrer por causa desses problemas

Tratamento do infarto: a nova vacina, ainda em fase de testes, pode impedir que as células que ficaram sem oxigenação venham a morrer
Segundo pesquisadores, a vacina diminui problemas cardíacos pois previne as complicações da gripe, como inflamações(Thinkstock)
A vacina contra a gripe pode ter outros efeitos além de prevenir a infecção por vírus: ela também pode diminuir os riscos de o paciente desenvolver doenças cardiovasculares. Segundo duas pesquisas divulgadas no Congresso Cardiovascular Canadense de 2012, a vacina pode ser um importante tratamento para manter a saúde do coração e prevenir eventos como acidentes vasculares cerebrais (AVC) e ataques cardíacos. 
Um dos estudos avaliou uma série de pesquisas publicadas desde os anos 1960. "Aqueles que receberam a vacina tiveram uma grande redução no risco de doenças cardiovasculares", diz Jacob Udell, cardiologista da Universidade de Toronto e autor do estudo. Juntando todas as pesquisas, foram avaliados 3.227 pacientes. Cerca de 50% deles já tinham doenças cardíacas diagnosticadas, mas os efeitos benéficos foram registrados nos dois grupos. Metade dos pacientes recebeu a vacina, enquanto outra metade recebeu placebos, e todos foram observados ao longo de um ano.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Stress dos pais é fator de risco para obesidade entre os filhos


Pesquisa americana ainda relacionou o stress dos pais a um maior consumo de fast-food das crianças

Obesidade infantil: Stress entre os pais afeta comportamentos dos filhos relacionados ao excesso de peso, como consumo de fast-food
Obesidade infantil: Stress entre os pais afeta comportamentos dos filhos relacionados ao excesso de peso, como consumo de fast-food (Thinkstock)
Um estudo publicado nesta segunda-feira na revista Pediatrics sugere que o stress dos pais é um importante fator de risco para a obesidade entre os filhos. A pesquisa, desenvolvida no Hospital Infantil da Filadélfia, nos Estados Unidos, ainda mostrou que o stress entre esses adultos pode aumentar o consumo de fast-food entre as crianças, comportamento que está associado a um maior risco de diversas doenças, entre elas a hipertensão e a síndrome metabólica.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Saiba como melhorar a qualidade da refeição das crianças


Um adulto com bons hábitos alimentares é formado ainda na infância - mas também não se podem privar os pequenos de uma ou outra guloseima. VEJA desta semana mostra como encontrar o equilíbrio correto entre prazer, disciplina e saúde

O pediatra e nutrólogo Artur Figueiredo Delgado, do Hospital Albert Einstein
(Claudio Gatti)
É preciso redobrar a atenção com o que vem das prateleiras dos supermercados, onde não faltam opções de gostosuras repletas de açúcar, gorduras saturadas e sódio. Escolhas erradas podem significar um atalho para doenças como a obesidade, a hipertensão e o diabetes. Para ajudar os pais a fugir das armadilhas, VEJA levou o pediatra e nutrólogo Artur Figueiredo Delgado, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, às compras. Com a cestinha em mãos, o médico selecionou as melhores opções para compor refeições principais, café da manhã, lanchinhos e sobremesas para crianças com mais de 2 anos. Legumes, verduras e frutas frescas não aparecem na lista do médico, pois são itens obrigatórios na despensa de qualquer família.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Especialista tira dúvidas sobre cálculo renal


Aguinaldo César Nardi, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, desfaz mitos sobre as pedras nos rins e diz que o laser nem sempre é o melhor tratamento

Jones Rossi
Em algum momento da vida, 8% das mulheres e 15% dos homens no Brasil terão cálculos renais — ou pedras nos rins, como também são chamados. Causados por um problema de metabolismo, que faz com que cristais se acumulem de forma anormal nos rins, os cálculos renais são de tratamento relativamente fácil e raramente necessitam de intervenção cirúrgica. É bom, no entanto, saber que uma pessoa pode ter o problema mais de uma vez. Nos vídeos abaixo, o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, Aguinaldo César Nardi, explica quais as medidas necessárias para evitar a recorrência do problema e esclarece a diferença entre os vários tratamentos disponíveis.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Surto de meningite nos EUA chega a 91 casos e 7 mortes


Autoridades americanas divulgaram 27 novos casos da doença. A epidemia, provocada pela injeção de analgésicos, já atinge nove estados do país

Meningite: inflamação nas membranas protetoras do cérebro causa dor de cabeça intensa e rigidez no pescoço
Meningite: inflamação nas membranas protetoras do cérebro causa dor de cabeça intensa e rigidez no pescoço(Thinkstock)
Foram divulgados 27 novos casos de meningite neste domingo, nos Estados Unidos, pelo CDC (Centers for Disease Control and Prevention, Centros para o Controle e Prevenção de Doenças). A epidemia, que já atingiu nove estados do país, já deixou sete mortos e tem 91 casos confirmados.
O surto de meningite fúngica foi provocado por injeções de um tipo de esteroide usado como analgésico, geralmente para tratar dores nas costas. A maior parte dos novos casos foi relatada em Michigan, onde o total de casos aumentou de cinco para 20. Em Virgínia houve crescimento de 11 para 18.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Brasil precisa dobrar número de mamografias, diz Ministério da Saúde


Meta é realizar, até 2014, 3,8 milhões de exames entre mulheres de 50 a 69 anos, que fazem parte do grupo de maior risco para o câncer de mama

Exame de rotina: a mamografia pode reduzir o número de mortes em mulheres com câncer de mama
Exame de rotina: a mamografia pode reduzir o número de mortes em mulheres com câncer de mama (Thinkstock)
O Brasil precisa dobrar o número de mamografias entre mulheres de 50 a 69 anos para chegar a um índice ideal, informou nesta segunda-feira o Ministério da Saúde. Para isso, até 2014, a meta é realizar 3,8 milhões de exames em pacientes dessa faixa-etária, que são consideradas como o grupo de maior risco para o câncer de mama, o tipo da doença mais comum entre as mulheres. Segundo o ministro Alexandre Padilha, o país está “no meio do caminho”: no primeiro semestre deste ano, um milhão de mamografias foram feitas entre essas mulheres no Sistema Único de Saúde (SUS). Esse número é 41% maior do que o registrado no mesmo período em 2010, quando 726.900 exames foram realizados.